No Relatório de Fonte de Tráfego você pode conferir de forma visual quantas conversões e quantas vendas são geradas de acordo com a origem de cada lead. Para saber como acessar o relatório e como interpretar seus dados, você pode acessar o nosso artigo sobre o Formulário de Fonte de Tráfego. 

Agora, para que o nosso Relatório de Fonte de Tráfego possa identificar a origem de cada conversão, é necessário que o cliente utilize UTMs nos links das suas campanhas.

O que são UTMs?

UTM é a sigla para Urchin Tracking Module (Módulo de Rastreamento Urchin), que representa uma série de parâmetros utilizados após o fim de uma URL para que possamos rastrear sua origem.

Tais parâmetros de rastreamento são necessários para que ferramentas, como o Google Analytics e a própria LAHAR, possam capturar os dados das campanhas. Mas além disso, o uso de UTMs traz diversas outras vantagens como:

  • Análise completa de todos os canais de divulgação utilizados
  • Resultados específicos de cada link e/ou rede social
  • Rastreamento de qual origem está gerando mais visitas e mais vendas

Como criar uma UTM

Para criação de UTMs personalizadas, nós utilizamos o Campaign Url Builder do Google Analytics. Você deverá preencher as seguintes informações obrigatórias:

Image Placeholder

URL do site (Website URL): o link original do seu site, LP, etc.

Origem (Campaign Source): o local ou rede social onde será divulgada a URL. Exemplo: facebook, linkedin, email, etc.

Meio (Campaign Medium): identificação de qual foi o meio utilizado para gerar o tráfego, ou seja, é a informação mais importante para o nosso relatório funcionar. Deve, obrigatoriamente, seguir a tabela abaixo:

  • Social: referral, social
  • Referência: referral
  • Busca Orgânica: organic
  • Tráfego Direto: (none)
  • Busca Paga: cpa, cpc, cpm, cpp, cpv, ppc
  • Email: email
  • Desconhecido: Outras origens não registradas no Google Analytics
  • Outros: Qualquer origem registrada no Google Analytics, que não esteja nas demais opções.

Observação: Se o Google Analytics, informar para a gente que é uma mídia social e referral, automaticamente esse contato será considerado na opção mídia social.

Nome da campanha (Campaign Name): nome de identificação da sua campanha, não precisa seguir nenhum tipo de padrão.

Além dessas configurações obrigatórias, o URL Builder ainda disponibiliza duas configurações opcionais. Sendo elas:

Image Placeholder

Palavras-chave (Campaign Term): aqui você pode incluir palavras-chaves que vão melhorar o desempenho do seu link na indexação em campanhas de ferramentas de busca.

Conteúdo (Campaign Content): utilizado para testes A/B e também para diferenciar o conteúdo específico que originou o clique, quando a página possui mais de um elemento com link. Exemplos: logolink, ctalink. biolink, etc.

Ao final da página, o URL Builder irá disponibilizar o seu link com opção completa e encurtada, para que seja utilizado na divulgação das suas campanhas.

Image Placeholder

Como funciona a contagem das conversões no Relatório de Fonte de Tráfego?

No momento da conversão, nosso sistema irá computar a informação que está preenchida na categoria de utm_medium e registrar essa informação no nosso relatório.

Observações importantes:

  • O formulário é atualizado em duas etapas e por conta disso ele irá mostrar sempre os dados de dois dias atrás.
  • Funcionalidade ativa para as Landing Pages e para os formulários integrados via código Javascript.
  • O nome das conversões não pode iniciar com “integração-lahar-” pois formulários com esse nome não são enviados para o Google Analytics.


Configurando o relatório de Fonte de Tráfego:




Qualquer dúvida entre em contato com a nossa equipe, será um prazer te ajudar!