Visando facilitar o dia-dia dos profissionais de marketing, listamos abaixo os principais termos que usamos em nosso software, posts e no mercado de marketing digital.
 
Automação de Marketing: Funcionalidade que permite a execução de ações de maneira automatizada. O objetivo principal dessa funcionalidade é facilitar a execução dos trabalhos tornando mais eficiente a comunicação com seus leads.

API: é o acrônimo de Application Programming Interface ou, em português, Interface de Programação de Aplicativos. É um conjunto de rotinas e padrões de programação para acesso a um aplicativo de software ou plataforma baseado na Web, resumindo, é um padrão de comunicação entre dois ou mais softwares. Um exemplo é a LAHAR que permite integrações com outros softwares e sites através da API. Quer saber como integrar? Clique aqui
 
Adwords: Sistema no qual você pode criar anúncios que deseja ver publicados nos resultados de busca do Google e também na rede de parceiros do Google Adsense. Para a publicação o anunciante pagará um valor por clique que varia de acordo com a concorrência pela palavra-chave escolhida.
 
Autoridade de página: É uma métrica, um termo usado para descrever a probabilidade que uma página específica do projeto seja encontrada nos motores de busca. A autoridade de uma página é baseada numa escala de 0 a 100, quanto maior for o numero de uma página nessa escala, maior as chances dos motores de busca posicioná-la.

Autoridade do site (autoridade do domínio):
Autoridade de página é a avaliação de uma página específica, enquanto Autoridade do site é a avaliação de um domínio como um todo; é possível um domínio de baixa autoridade ter uma ou outra página com uma relativamente alta autoridade, mas é improvável que um domínio com alta autoridade tenha poucas páginas com autoridade.

Blog: Blogs são páginas da internet onde regularmente são publicados diversos conteúdos, como textos, imagens, músicas ou vídeos, tanto podendo ser dedicados a um assunto específico como ser de âmbito bastante geral.
 
Busca orgânica: É o tráfego/visitas de pessoas em algum canal digital seu como site/blog, oriundos do bom posicionamento orgânico (gratuito) em ferramentas de busca como o Google/Yahoo, resultados estes que são listados de acordo com a palavra-chave procurada pelos usuários/visitantes.
 
Black hat: Práticas “ruins” ou “antiéticas” de SEO,  como o uso de recursos e técnicas que irão "burlar" as analises dos buscadores, para posicionar melhor um site em buscadores como o Google/Yahoo.
 
Conversão: Ato que um visitante realizada em uma página da internet quando deseja receber um determinado material e informa para a empresas seus dados de contato. Exemplos: preencher um formulário para receber um ebook, entrar em contato via formulário de contato do site.
 
Canonical tag: Recurso utilizado para indicar aos algorítimos de busca que uma determinada página possui o conteúdo duplicado de outra, assim você impede que ambas as páginas sejam indexadas aos buscadores e não corre o risco da reputação do site ser baixa devido a conteúdos duplicados.
 
Cookies: São arquivos de internet que armazenam temporariamente o que o internauta está visitando na rede. Esses bytes geralmente possuem formato de texto e não ocupam praticamente nenhum espaço no disco rígido do computador.
 
CNAME: É um tipo de registro DNS que mapeia um nome alias para um nome de domínio verdadeiro ou canônico. Registros CNAME são normalmente usados para mapear um subdomínio, como www ou mail, para o domínio que hospeda o conteúdo do subdomínio. 
 
CSS: Sigla de Cascading Style Sheets, é utilizada para definir a apresentação (aparência) em páginas da internet que adotam para o seu desenvolvimento linguagens de marcação (como XML, HTML e XHTML).
 
CPC: Custo por Clique. Forma de cobrança de serviços de anúncios pagos, onde o pagamento é feito pelo número de cliques realizados em seu anúncio. 
 
CAC: Custo de Aquisição de Cliente. É o valor do gasto de aquisição por cliente em uma campanha.
 
CPA: Custo por Aquisição. Forma de cobrança como o CPC, porém neste caso é calculado em cima das conversões realizadas efetivamente, e não dos cliques como o CPC.
 
CTR:  é o número de cliques recebido pelo seu anúncio dividido pelo número de vezes que o anúncio foi exibido: cliques ÷ impressões = CTR
 
CRM: Sigla usada para Customer Relationship Management (Gerenciamento de relacionamento com clientes). Softwares de CRM possuem o objetivo de ajudar a reduzir custos e aumentar da lucratividade através da organização e automação dos processos de negócios que gerenciam a fidelidade e a satisfação do cliente nas áreas de vendas, marketing e atendimento ao cliente..
 
CRO: Sigla usada para Conversion Rate Optimization (Otimização de taxa de conversão). Estratégias de CRO visam aumentar o percentual de visitantes que realiza as conversões desejadas no seu site.
 
CTA: Call to Action ou “chamada para ação”. São comandos disponibilizados aos usuários para que eles realizem uma determinada ação. Eles são botões, banners ou até textos com links. Sua utilização segue os seguintes exemplos: “clique aqui!”, “clique e receba o material!”, “aproveite a oportunidade!”
 
Domínio: É o endereço de um site, o endereço de acesso de todas as páginas e criação dos emails. Exemplo: Site: www.seusite.com.br email: contato@seusite.com.br
 
eBook: Livro eletrônico. No universo do Marketing, é um material educativo referente a um assunto especifico e quase sempre vinculado a área de atuação de uma empresa. São mais completos que posts em blogs e como boa pratica devem se aprofundar mais no tema proposto.
 
Erro 404: Esse tipo de código de erro, ocorre quando não é possível encontrar o endereço/site que foi requisitado/digitado no navegador. Exemplo: Uma página de um produto que foi excluída, caso o usuário acesse pelo endereço a mesma retornará o erro 404.
 
Formulário de conversão: Campos que o visitante da página preenche. Geralmente em troca de algo (uma promoção, um cadastro para newsletter, contato com a empresa, etc.).
 
Funil de vendas: Este termo é a representação dos diferentes estágios em que seus leads se encontram no processo de venda. A associação ao funil ocorre em função do processo inicial referente a boca de entrada no funil e o estágio final que é o fundo do funil, onde demonstra os leads que efetivamente se tornarão clientes e deve-se buscar mantê-los fidelizados. Abaixo um exemplo de funil em marketing digital.
 
Geração de Leads: É o processo de converter os visitantes de algum canal digital da empresa em Leads.
 
Guest Post: É um post escrito por um convidado em um blog.
 
Google Hummingbird: É um rápido e preciso algoritmo do Google. Este algoritmo vai além da palavra-chave, ele interpreta sinônimos, contexto e outros fatores como localização e buscas histórico de buscas.
 
Google Panda: É um algoritmo do Google para analisar principalmente a qualidade dos conteúdos de um site e com isto inibir a criação de conteúdos de baixa relevância/qualidade para os usuários.
 
Google Penguin: É um algoritmo do Google para analisar principalmente a qualidade dos links de um site, visa inibir a troca de links de baixa qualidade.
 
Google Analytics: Plataforma do google que permite mensurar e coletar dados da internet, importante destacar que o objetivo dessas ações é de entender, direcionar e melhorar o resultado com a internet.
 
Hiperlink: É um local que pode ser clicado em uma página e que irá levar para outra página/conteúdo/outra área do site.Quase sempre estão em texto, botão ou imagem.
 
HTML: Sigla para HyperText Markup Language, HTML é uma linguagem bastante utilizada para programação/criação de páginas na web.
 
Hard Bounce: É o problema/erro na entrega de e-mails, porem a razão é permanente (não tem tentativa de reenvio) Exemplo: Caixa postal não existe mais no servidor.
 
Inbound Marketing: é o marketing de conteúdo capaz de atrair e encantar seguidores no ambiente digital, uma fórmula estrategicamente pensada para harmonizar três pilares: SEO, conteúdo e mídias sociais. O equilíbrio destas vertentes é capaz de aumentar os resultados de sua empresa. Para isto, basta colocar a criatividade para funcionar em prol da sua marca na web.
 
KPI: Sigla de Key Performance Indicators. Indicadores que são previamente definidos para avaliar e medir o resultado das suas ações na busca de alcançar uma determinada meta.
 
Landing Page: São páginas de conversão com objetivo principal de transformar o seu tráfego (visitantes) em leads e seus leads em clientes. São páginas que permitem a captura de informações de seus visitantes através de uma oferta, com um formulário e um CTA (Call to Action).
 
Lead Scoring: Método de pontuação aplicada aos leads, baseado em informações demográficas e de interesse através de conversões, com o objetivo de qualificar os leads para tomada de decisão de próximas ações da área comercial.
 
Links Patrocinados: São anúncios pagos para serem exibidos com destaque em páginas de busca ou em sites de afiliados. Links patrocinados estão relacionados em sites como Google, Yahoo, facebook, linkedin entre tantos outros deste universo.
 
Lead/Contato: Qualquer pessoa que tenha algum contato com sua empresa, e que tenha informado algum dado para posterior interação/contato.
 
Lead qualificado: De uma forma simplista, é uma pessoa (lead) que esteja em sua base e você tem informações sobre seu real interesse. No processo de evolução de um lead para lead qualificado uma das principais funcionalidades de apoio neste processo é a automação de marketing, que abaixo citaremos.
 
Links: Ligação ou hiperligação, ou seja, uma palavra, texto ou imagem que quando é clicada pelo visitante, o encaminha para outra página.
 
Layout: Desenho da página! É como uma página é desenhada/definida. O layout de uma página depende da criatividade e do conteúdo que será inserido na mesma, como boas práticas na produção de layout, sempre é orientado pensar na melhor usabilidade para o usuário final (visitante da página).
 
Link Building: É definido como o “processo ou o ato” de conseguir links externos para o seu site. Sempre com o objetivo de melhorar o posicionamento e o resultado do site nas ferramentas de busca. Como boa pratica, orienta-se que este “processo de conseguir links” seja realizado de forma natural, sempre com outros sites relevantes ou próximos do mesmo segmento de mercado, importante destacar que o Google pode penalizar sites caso identifique troca de links irrelevantes ao usuário.
 
Links internos: Como o próprio nome sugere, são links internos de um site, onde o mesmo direciona para outras páginas do mesmo domínio.
 
Links externos: Diferente do interno, são links que direciona para páginas externas do seu próprio domínio.
 
Metadados: São os dados/informações que citam para as ferramentas de pesquisa o que se trata um site ou página.
 
Meta descrição (Meta description): Uma descrição abreviada de uma página, está descrição abreviada aparece no resultado das buscas que o usuário realiza em sites como google/yahoo. Esta descrição não ajuda no posicionamento, mas a meta descrição ajuda a atrair visitantes ao site, pois resume o conteúdo da página nos resultados dos buscadores! Uma breve descrição sempre ajuda ;)
 
Mobile: Termo usado ao falar sobre celulares ou outros dispositivos móveis.
 
Marketing de Conteúdo: Parte integrante do Inbound Marketing, este conceito é baseado em atrair o interesse dos possíveis clientes por meio da produção de conteúdo relevante e direcionado para o público-alvo, baseado nisto podemos dizer que é um “marketing de atração”. Como boa pratica orientamos o direcionamento de conteúdos para pessoas baseado no estágio do funil de vendas.
 
Newsletter: A Newsletter é uma comunicação que orientamos ser enviado constantemente para clientes e potenciais clientes da empresa, oferecendo conteúdo relevante sobre assunto específico, juntamente com ofertas de produtos e serviços, ou simplesmente em formato de boletim como forma de relacionamento com sua base de contatos.
 
Nutrição de Leads: é um termo de marketing que significa construir e manter relacionamento com clientes potenciais ou pessoas interessadas no seu produto, mesmo que elas não estejam no momento exato para efetuar uma compra.
 
No follow: é um atributo não padrão do HTML usado para dizer aos buscadores (ex.: Google, MSN, Yahoo) que um determinado hyperlink não deve influenciar no rankeamento do documento apontado pelo link.
 
Off Page: São técnicas de otimização voltada para o site ou blog com objetivo de fazer com que outros sites ‘linkem’ para o seu, aumentando assim o PageRank (ponto de vista do Google acerca da importância da página).
 
On Page: São técnicas de otimização voltada para o site ou blog. A grosso modo, são melhorias realizadas internamente, que envolvem conteúdos (presença de palavras-chave), links internos, prevenção contra conteúdos duplicados, meta tags, entre outros.
 
Opt-in: É o ato de solicitar para receber informações/conteúdo via email, digitando seu endereço de email em um formulário de um site por exemplo. É o termo empregado para as regras de envio de mensagens que definem que é proibido mandar e-mails comerciais/spam, a menos que exista uma concordância prévia por parte do destinatário.
 
Opt-in duplo: É quando além do opt-in, você envia uma mensagem pedindo a confirmação da participação da pessoa na lista escolhida. Isto confirmar se realmente a pessoa pediu para participar da lista, além de confirmar a veracidade do e-mail.
 
Outbound Marketing: Uma estratégia que pode ser definida como a estratégia tradicional de marketing, em que a marca é ativa no processo de prospecção de clientes. Algumas técnicas de Outbound Marketing são: Propaganda de TV e Rádio, Telemarketing, Flyers, outdoors e mala direta.
 
Pagamento social: Formato de "conversão" em que o visitante de uma página, faz uma postagem em uma mídia social em troca de uma oferta, mais informações sobre um determinado assunto, ou acesso a algo especifico.
 
Palavra-chave: Palavras-chave são as palavras (ou um grupo delas) que descrevem o tema de um site ou o assunto de um texto, e são usadas pelas ferramentas de busca com o propósito de apresentar resultados relevantes e precisos.
 
Pageviews: é um parâmetro utilizado pelos servidores web para medir a visibilidade de um site ou grupo de arquivos ou parte de um portal na internet.
 
Prova social (social proof): Em marketing digital, prova social é algo que demonstra a expressão, opinião de pessoas reais sobre o consumo ou a utilização de determinada coisa, podendo ser produtos, serviços, entre outras. Exemplo, se uma página é muito curtida no Facebook, as pessoas tendem a julgar a empresa como relevante e confiável.
 
Pagerank: é uma métrica utilizada pelo Google dentro do seu algorítimo para entender a importância que um site, ou página, tem para ele (Google) frente a Internet.
 
Page title: É o titulo de uma página dentro do seu site, aparece na aba do seu navegador quando abre uma determinada página, também aparece como linha de destaque nos resultados do Google.
 
Qualificação de Lead: É o processo em que através de técnicas e recursos do Inbound Marketing, a empresa desenvolve materiais especificos para as dúvidas e objeções de sua base de contatos. 

Remarketing (ou retargeting): É a exibição de anúncios direcionados para um publico que já visitou um site ou já realizou uma pesquisa de um determinado assunto.

ROI: é a sigla em inglês para Return on Investment, que em português significa “Retorno sobre Investimento”. ROI é a relação entre o dinheiro ganho ou perdido através de um investimento, e o montante de dinheiro investido, Este é um termo muito usado em publicidade online.
 
Redirecionamento 301 (redirect 301): Em algumas ocasiões o administrador do site que também cuida de seu SEO, precisa redirecionar o acesso do site a outra página, sem perder Ranking no Google ou outros sites de busca que trabalham com conceito de PageRank, neste caso é utilizado o Redirecionamento 301. 
 
Segmentação de Leads: Técnica usado para dividir sua base de contato baseada em interesses ou dados demográficos. Objetivo principal e aumentar a eficiência de ações de relacionamento como o envio de email marketing.
 
Soft Bounce: São erros temporários na entrega do email. Em geral, ocorre por problemas como caixa postal cheia, mensagem muito grande, servidor temporariamente indisponível ou bloqueio por spam.
 
SEO: Sigla de Search Engine Optimization (otimização para buscadores), também conhecido como otimização de sites, é rapidamente definido como uma forma de aumentar os acessos do seu site através de um conjunto de técnicas e estratégias que permitem que um site melhore seu posicionamento nos resultados orgânicos dos mecanismos de busca, como Google e Bing.
 
SEM: é um conjunto de técnicas de Marketing na Internet que tem por objetivo a promoção de um website nas páginas de resultado.
 
SERP: é a sigla em inglês para Search Engine Results Page, que em português significa “Página de Resultados”. SERP é um termo técnico para representar as páginas que exibem os resultados em uma busca na Internet.
 
Sitemap: Em uma tradução simplista, mapa do site, ou seja é uma lista com todas as páginas (URLs) do site. Ele funciona como uma espécie de mapa que irá ajudar e guiar o robô de busca, ou o usuário, a navegar e encontrar páginas do site.
 
Trial: Experimentar, ter a experiência com um determinado assunto, exemplo: Nos dá LAHAR disponibilizamos em alguns momentos o trial da LAHAR, ou seja damos a possibilidade de experimentar gratuitamente a LAHAR.
 
Taxa de conversão: É o valor que apresenta a porcentagem de visitantes que realiza a conversão em uma determinada página ou formulário.
 
Teste A/B: Teste realizado com duas versões diferentes de uma página, visa avaliar qual tem o melhor resultado/desempenho baseado no uso/acesso do público. Exemplos: Uma página com um formulário com 3 campos e uma versão com 6 campos. A que tiver mais conversão no teste A/B demonstra ser a que oferece uma melhor experiência ao usuário. Outro exemplo é um formulário conter botões na cor verde e outro com botões na cor amarela, o que tiver mais retorno de cliques demonstra ter uma melhor experiência visual para o usuário.
 
Visitante: Qualquer pessoa que tenha tido algum contato com sua empresa. Nas métricas é o usuário (pessoa) que faz a visita/acesso no site.
 
Visita: É um acesso/visita a um site.
 
Visitante Único: Cada visitante único corresponde a um diferente dispositivo (computador, tablet, celular ou iPod) usado para acessar a internet. As visitas registram o número de vezes que o vistante único acessou determinado site, blog ou portal
 
Webinar: É um tipo de conferência no qual a comunicação é de uma via apenas, ou seja, somente uma pessoa se expressa e as outras assistem. A interação entre os participantes é limitada apenas ao chat, de modo que eles podem conversar entre si ou enviar perguntas ao palestrante.
 
Web Analytics: É o processo de medição, coleta, análise e a produção de relatórios de dados de navegação e interação com o objetivo de entender e otimizar o uso dos sites e páginas na Internet.